PREVENÇÃO DE ACIDENTES NO TRANSPORTE DE CARGA

CASO DOS MATERIAIS SIDERÚRGICOS NO PORTO DO PECEM, EM SÃO GONÇALO DO AMARANTE, CEARÁ, BRASIL.

  • Franklim Rabelo de Araujo Ministerio do Trabalho
Palavras-chave: Trabalho Portuário; Segurança Transporte de carga com caminhões e carretas.

Resumo

O trabalho procura demonstrar que a fiscalização e vigilância das condições de segurança no transporte de carga, especialmente no transporte de materiais siderúrgicos, principalmente bobinas de aço, podem reduzir o número de acidentes de trabalho nesta atividade. Acidentes graves no transporte de material siderúrgico com carretas foram registrados nas estradas que levam ao Porto do Pecem. Foram investigadas as causas desses acidentes e traçado uma metodologia de trabalho para conhecer essas causas, com base em inspeções nos equipamentos utilizados para o transporte das cargas de bobinas e verificação do conhecimento dos riscos existentes pelos condutores de bobinas, bem como dos treinamentos realizados por estes trabalhadores para que pudessem conduzir a carga com segurança. A Norma Regulamentadora Número 29 do Ministério do Trabalho, que trata da segurança e saúde no trabalho portuário, estabelece no item 29.3.9.3 que as cargas transportadas por caminhões ou carretas devem estar peadas ou fixas de modo a evitar sua queda acidental. Com base nessa legislação foram notificadas as empresas responsáveis pela movimentação de bobinas de aço e concedido prazo, quando possível, para regularização das condições de risco encontradas e que contribuiam para o acontecimento dos acidentes na área Portuária e Retroportuária. Após adoção das medidas sugeridas pela fiscalização, os acidentes com queda de bobinas foram controlados.

Publicado
2018-12-10